Busca de vídeos e jogos:

 

Vendas do Switch continuam a causar confusão no Japão

31/07/2017 11:38:55

 

 

 

Assim como acontece na maior parte do mundo, não está fácil conseguir um Nintendo Switch no Japão sem recorrer ao “mercado cinza”. Toda vez que alguma loja recebe um novo carregamento do produto, longas filas são formadas por pessoas que desejam participar das “rifas” que garantem a chance de comprar um.

É bem isso que você leu: diversos japoneses têm passado horas em frente a lojas simplesmente para ter uma chance de comprar ao console. O sistema é visto por lá como uma forma mais “democrática” de atender aos consumidores do que simplesmente premiar os primeiros da fila com a venda do console.

No entanto, mesmo essa decisão gera polêmicas: o usuário do Twitter Jinsan afirmou que ele e seu amigo ficaram na fila da loja Bic Camera e receberam as senhas 179 e 181 — sendo o número 180 foi um dos sorteados. A loja emitiu um comunicado pedindo desculpas pelo “número sumido” e pelos problemas que isso causou nos consumidores.

A Bic Camera também afirmou que vai promover uma rifa especial para sortear o console (acompanhado de Splatoon 2) que acabou não sendo vendido — ou seja, parece que não houve nenhuma “trapaça”, mas sim um erro na distribuição de senhas. Ciente de problemas do tipo, a loja “Geo” cancelou seu sorteio de rifas e decidiu promover um torneio de “Janken” que vai premiar os vencedores com a chance de comprar os 5 switches presentes em seu estoque.

A dificuldade de encontrar o console no Japão resultou em um aumento de práticas abusivas no “mercado cinza” local. Se no Brasil não é incomum saber de histórias de pessoas que receberam tijolos no lugar de seus aparelhos, por lá está sendo comum que pessoas vendam caixas vazias do Switch — algo que a própria Nintendo faz por meros 540 ienes (R$ 15).

 

Fonte: TecMundo



 


Voltar